Nesta data é inaugurado o Busto de João de Deus (1)  no jardim interior do edifício do Leal Senado

Busto João de Deus

No jardim interior do edifício do Leal Senado encontra-se, à direita, outro busto (2)  de João de Deua, que segundo o historiador Mons. Manuel Teixeira, terá sido inaugurado em 1896. Efectivamente, em 26/2/1896, (3) por iniciativa dos alunos do Liceu de Macau, a população portuguesada colónia congregou-se para homenagear o primeiro poeta lírico e reformador da pedagogia nacional, falecido no dia 11 do mês anterior. Constitui-se para o efeito uma comissão inter-escolar, presidida por Abeillard Gomes da Silva. Um enorme cortejo percorreu as principais ruas da cidade, participando na homenagem 348 alunos das diversas escolas portuguesas” (4)

(1) João de Deus de Nogueira Ramos (1830-1896), poeta lírico, desenhador, jornalista e deputado da Assembleia Nacional. Mais conhecido, na área da Educação, por ser o autor da “Cartilha Maternal”  (declarada nas Cortes de 1898, método nacional  de ensino da leitura).

Túmulo de João de DeusSepultado no Panteão Nacional

(2) Outro busto de João de Deus está colocado no exterior do Jardim de Infância de D. José da Costa Nunes, inaugurado a 08/03/1942.
(3) Já em 8 de Março de 1895, foi-lhe prestada uma grandiosa homenagem nacional, à qual Macau se associou.
Padre Teixeira refere que “A 8 de Março de 1895, as escolas portuguesas festejaram ao poeta numa grande apoteose, à qual se associou Macau
TEIXEIRA, P. Manuel – A Voz das Pedras de Macau. Imprensa Nacional, 1980, 324 p.
(4) ARAÚJO. Amadeu Gomes de – Diálogos em Bronze, Memórias de Macau. Livros do Oriente,168 p + |4|, ISBN: 972-9418-88-8