“Uma força composta de 60 praças da marinhagem da corveta Duque da Palmela, com dois guardas-marinhas, 18 soldados da polícia do porto e de loucanes (marujos chineses) da guarnição dos escalares, transportados, na lancha a vapor Sérgio, em dois escaleres da polícia do porto, levados a reboque e na lancha da corveta, desembarcaram em Uóng-K´âm (ilha da Montanha) sob o comando do 2.º tenente Vicente Silveira Maciel da lorcha Amazona, e conseguiram destruir um couto de piratas” (1)

(1) GOMES, Luís Gonzaga – Efemérides da História de Macau. Notícias de Macau, 1954, 267 p.