“Em 16 de Outubro de 1870 foi preso na Taipa pelo Comandante Tassara “o gato”.
Não era um bichano como outro qualquer, mas um felino muito especial e mais astuto que todos os bichanos juntos. Todos o temiam naquela pacífica povoação, pois ele era um pirata tão ousado e ilusivo, a quem ninguém conseguia deitar mão.
O seu verdadeiro nome era A Wai; mas chamavam-lhe “o gato”. Donde lhe veio este nome?
É que durante a noite, A Wai subia sorrateiramente ao tecto duma casa e punha-se a miar, imitando perfeitamente um bichano.
Como as palhotas da povoação eram de ola, o nosso “gato” sempre a miar, abria sem grande ruído um buraco no tecto e com o seu pé leve de felino penetrava na casa e fazia a sua caçada.
Mas, a maioria dos casos, “o gato” nem sequer precisava de abrir buracos; estes já estavam feitos. Essas casas tinham aberturas nos telhados para a saída do fumo da cozinha. Não eram chaminés, note-se bem, mas simples aberturas, por onde o “gato” saltava para o interior. 
Outras vezes, introduzia-se pelas janelas das trapeiras e, quando era necessário, arrombava também as portas das casas. Para ele não havia trevas nem embaraços.
Escapava-se sempre que era perseguido; até que um dia “o gato” caiu na ratoeira, sendo preso pela polícia china a 16 de Outubro de 1870 e entregue às autoridades portuguesas.
O tenente Tassara mandou-lhe aplicar 75 varadas e enclausurou-o no calabouço do Forte da Taipa.
“O gato”, em vez de repousar daquela terrível amachucadela, conseguiu, não se sabe como, arrancar todos os pregos das dobradiças duma das meias portas e ter-se-ia evadido se Tassara não tivesse dado ordem para o algemar ao anoitecer. Só então deram pelo estado da porta! Foi no dia seguinte remetido preso para Macau. Encontraram-lhe no bolso 13  cautelas de penhores de objectos roubados. Cometera as suas proesas durante cinco meses, desde que ficara desempregado por ter sido expulso do estaleiro San-Li.” (1)

(1) TEIXEIRA, Padre Manuel – Taipa e Coloane. Direcção dos Serviços de Educação e Cultura, 1981, 190 p.
O Comandante Tassara tem o nome numa das ruas do centro de Coloane: Para referência, nesta rua está (estava??) lá o “famoso” “Lord Stow´s Bakery“.