Fiz várias vezes referências a este livro (1) em anteriores postagens. (2)
O autor descreve o passado missionário e evangelizador de Portugal no Oriente, justificando no “Preâmbulo”:
“…oferecer uma visão panorâmica e compendiosa da grande obra missionária da Nação Portuguesa, através da mais pequena e remota das suas províncias ultramarinas.”

Salienta-se que o livro foi traduzido do original espanhol pelo Pe. Artur Augusto Neves. (3)
Na “Apresentação”, Pe. Neves refere que o “Pe. Eusébio Arnaiz tendo-se proposto escrever um artigo sobre a acção missionária e evangelização de Macau através da história , para ser publicado um número especial do Boletim Diocesano, comemorativo  da passagem do quarto centenário da fundação desta cidade, com persistente esforço e não menor paciência, foi coligindo todos os elementos que a compulsão e o manuseamento dos arquivos macaenses lhe facultaram, verificando a breve trecho ser impossível enclausurá-los adentro dos acanhados limites de um artigo…”

Apresenta dois mapas, um entre as páginas 52-53 e outro, numa página, não numerada, após o índice.

Mapa da Diocese de Macau na História (21,6 cm x 19,5 cm), com indicação da sua “erecção” em 1575

Mapa Delta de Cantão (10 cm x 9,5 cm)

(1) ARNÁIZ, Eusébio Pe – Macau, Mãe das Missões no Extremo Oriente. Separata do “Boletim Eclesiástico”, 1957,  Tipografia Salesiana, Macau, 182 p., + 2.
Este livro é uma separata do trabalho que foi publicado parcial e mensalmente noBoletim Eclesiástico” da Diocese de Macau. – 1956, vol. LIV, n.º 631, pp. 814-823
(2) https://nenotavaiconta.wordpress.com/category/missoes/
https://nenotavaiconta.wordpress.com/category/centro-historico-de-macau/
(3) Pe. Artur Augusto Neves – Director do seminário “O Clarim”, de 4-3-1962 a 4-8-1966;  professor do Seminário de S. José (externato) e da disciplina de Religião e Moral no Liceu Nacional Infante D. Henrique (1964 a 1966)