Foi criada por portaria n.º 345 de 4 de Novembro de 1920 do governador Henrique Monteiro Correa da Silva. (1)
Segundo o Regulamento de 4-11-1920, o professor seria contratado; o curso era gratuito e durava dois anos, sendo o 1.º teórico e o 2.º prático; os exames de passagens constavam de ditados dum trecho, durante 3 minutos, com a velocidade de 130 sílabas por minuto, as provas do exame final constavam de escrita taquigráfica e tradução imediata, em caracteres comuns, dum ditado de 3 minutos co a velocidade de 213 sílabas por minuto.
A   Escola abriu a 15 de Novembro de 1920, mas pouco durou, pois morreu com a retirada do seu fundador. (2)
A Taquigrafia ou Estenografia é o termo geral que define todo o método abreviado ou simbólico de escrita, com o objectivo de melhorar a velocidade da escrita ou a brevidade, em comparação a um método padrão de escrita.(3)
(1) Henrique Monteiro Correa da Silva ( Macau, 1878/1935), capitão-de-Mar -e-Guerra da Armada, Ministro do Ultramar e Governador de Macau de 23-08-1919 a 1922  (4). Filho do Primeiro Visconde e Conde de Paço d´Arcos, Carlos Eugénio Correia da Silva (1834 – 1905), que também Governou de Macau de 1876-1879. Como curiosidade, nunca se encartou com o titulo nobiliárquico, sendo 2.º Conde, o seu filho Henrique Belford Correa da Silva (conhecido como poeta Anrique Paço d´Arcos). Outro filho conhecido: o escritor/poeta Joaquim Paço d´Arcos. (sobre este escritor ver anterior post: https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/joaquim-paco-d%C2%B4arcos/ 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Carlos_Eug%C3%A9nio_Correia_da_Silva 
(2) TEIXEIRA, Padre Manuel – A Educação em Macau. Direcção dos Serviços de Educação e Cultura, 1982, 422 p + |10|
(3) http://pt.wikipedia.org/wiki/Taquigrafia
(4) O Governador que se seguiu, foi Rodrigo José Rodrigues que tomou posse em 5 de Janeiro de 1923