Foto antiga reproduzida em postal (colorida à mão) na série “MACAU POST CARD” (10 postais intitulados “十九世 (1)/Macau do Século XIX / The 19th Century of Macau) publicados por Kong Iat Cheong e Ho Weng Hong (2) com o título “Porta Cerco, the gate dividing Portugueses and Chinese Territory, Macao”

Esta foto já pertencerá ao século XX, pois é de 1900. Vê-se o Arco da Porta do Cerco guarnecida pelos marinheiros da canhoneira «Zaire», por ocasião dos tumultos em Outubro de 1900.(3)
Estes tumultos estão relacionados com a Revolta dos Boxers, apoiada numa sociedade secreta que rebentou no Norte da China em 13 de Junho de 1900 (4)
Em 12 de Agosto de 1900, chega a Macau um Corpo Expedicionário para proteger a cidade da situação que se vive na China, na força de 14 oficiais e 368 praças de pré, constituído por uma Companhia de Calçadores 3, uma Bataria de Artilharia 2, elementos do serviço de saúde e administrativos.” (4)

(1) 十九世 (pinyin: shí jiu shì jí; cantonense jyutping: sap6 gau2 sai3 gei2)
(2) Comprada na Livraria Portuguesa.
(3) Informação de J.F. Marques Pereira.
(4) SILVA, Beatriz Basto da – Cronologia da História de Macau, Século XX, Volume 4. Direcção dos Serviços de Educação e Juventude, Macau, 1997, 454 p., ISBN-972-8091-11-7