Na continuação da NOTÍCIA – CHEGADA DE PETER MUNDY (1) , é  de Peter Mundy, a descrição do  Colégio S. Paulo, em 1637:

Foto das Ruínas da Igreja de S. Paulo/Madre de Deus e do Colégio de São Paulo  (2)  retirado da Revista SERÕES, 1902

 
“Aportou a Macau a 5 de Julho de 1637. Dois dias depois, Pedro Mundy foi a terra com alguns companheiros levar cartas do rei da Inglaterra Carlos I e do vice-rei de Índia ao capitão-geral de Macau, Domingos da Câmara de Noronha. Dirigiram-se depois a S. Paulo, onde os Jesuítas lhes mostraram a igreja e o colégio e lhes ofereceram um banquete. Depois de falar das lixias, que ele pela primeira vez saboreou, “a fruta mais agradável que jamais provei”, Pedro Mundy descreve assim a igreja: “O tecto da igreja pertencente ao Colégio (chamado de S. Paulo) é do mais lindo arco que me lembro de ter visto, de excelente trabalho feito pelos chineses, gravado em madeira, curiosamente colorido e pintado com cores exquisitas, tais como vermelhão, azul, etc., dividido em quadrados, e nas juntas de cada quadrado há grandes rosas de muitas dobraduras ou folhas uma debaixo da outra, diminuindo até que todas terminam num botão perto duma jarda de diâmetro na parte mais larga e uma jarda perpendicular ao botão do tecto para baixo. Também há um novo e belo frontispício na dita igreja com uma espaçosa subida para ela de muitos degraus; as ultimas duas coisas mencionadas são de pedra talhada.
Como a igreja se chama de S. Paulo, assim se apodam eles (os Jesuítas) de paulistas, como discípulos de Paulo, imitando-o e seguindo-o na sua Missão. Pois assim como ele o principal na conversão dos gentios naqueles dias também se atribuem eles dum modo particular essa missão da conversão dos gentios destes tempos. E para dizer a verdade, eles não poupam dinheiro nem trabalho, diligência ou perigo para alcançar o seu fim” (3)
 
(1) https://nenotavaiconta.wordpress.com/tag/peter-mundy/
(2) Revista Menasl “Serões“, Vol II, , n.º 10, Março de 1902.
As Ruínas de S. Paulo, são os vestígios sobreviventes  da Igreja da Madre de Deus ou Igreja de São Paulo (a fachada de granito e a escadaria de 68 degraus) e do Colégio de São Paulo (não resta quase nada), destruídos pelo fogo em 1835. Estão actualmente incluídas no Centro Histórico de Macau e é Património Mundial da Humanidade da Unesco
(3) http://www.library.gov.mo/macreturn/DATA/PP280/PP280181.HTM