Poeta qui ouçôm capaz cantá
Tudo estória di nôsso Portugal;
Poeta que isquevê pa mundo olá
Grandèza d´alma, gente sem igual

Qui di miséria na vida passá,
Atormentado pa sina fatal;
Poeta co talénto levantá
Fama di su quirido Portugal

Luís di Camões sã nómi isquivido
Co ternura na nôsso coraçám,
lembrado co doçura na uvido

Na vida fuzi di persiguiçám,
Vós, quelora quelê disconhecido,
Agora sã qui Grándi na Naçam

José dos Santos Ferreira
Do jornal Comunidade, Lisboa, Junho de 1977 (1)

(1) In TEIXEIRA, Padre Manuel – A Gruta de Camões em Macau. Fundação Macau/Instituto Internacinal de Macau, 1999, 226 p., ISBN 972-97865-2-6