“A província de Macau é composta não só pela península onde está situada a capital, ao sul da ilha de Hiang-Chan, mas ainda pelas ilhas: Patera ou da Lapa, Macarira ou de D. João, da Taipa, Tai-Von-Cam ou da Montanha e Coloane.
Situada na foz do rio Chi-Kiang ou Cantão, as vantagens da sua posição geográfica deram-lhe uma importância comercial só diminuída quando em 1842, a Inglaterra se estabeleceu em Hong Kong a 40 milhas de Macau, e pelo melhor aparelhamento deste porto e pela sua ligação ferro-viaria com a cidade de Cantão, por ela passou a fazer-se o principal movimento de importação e de exportação do interior…”
Mapas e parte do artigo “O porto de Macau” (não assinado) da revista “Portugal“, n.º 46, 30 Junho de 1925.